Quém somos?

 

Forró Vem Vem

é uma rede cooperativa de amantes do Forró, sem fronteiras e sem fins lucrativos,
dedicada a resgatar e fomentar a cultura do Forró através de projetos colaborativos,
tais como festivais, shows, workshops, aulas e festas
na Suíça e na Europa.



Associação cultural Forró Vem Vem

nosso núcleo ativo:

Detetive


Marcus ganhou o apelido "Detetive" do seu mestre de Capoeira por ser insaciavelmente curioso e entrou em contato com o Forró e com a cultura brasileira em geral quando começou a treinar Capoeira no início dos anos 2000. É dançarino apaixonado desde a adolescência, influenciado por vários estilos de dança brasileiros, latinos e africanos. Ele conheceu seus amigos e futuros colegas no início da década de 2010 e os ajudou e apoiou em todo tipo de questões organizacionais e de comunicação até se tornar um membro oficial da equipe Forró Vem Vem no início de 2016. É produtor cultural, responsável pela comunicação, relações públicas e coordenação logística e esporadicamente dá aulas e workshops de dança.
balançaê, que vai dar certo.

Rovena


Rovena tem sido uma dançarina entusiasta desde a infância e aprendeu a amar o Forró no Nordeste do Brasil quando morava com seu pai em Fortaleza. Ela refinou suas habilidades de dança em inúmeras aulas com importantes professores de Forró no Brasil e tem trabalhado como parceira de aulas com Átila Alves e Léo Diniz antes de começar a ensinar independentemente na Universidade Técnica Federal ETH em Zurique. Ela é a principal produtora cultural de Forró Vem Vem na região de Zurique e Suíça Central e também trabalha como promotora de turnê de vários artistas brasileiros de Forró na Europa.
ver as pessoas felizes me enche de prazer.

Sampa


Paulistano nato e criado, DJ Sampa discotecava Samba, Samba Rock, Hip-Hop, Funk e Soul nos anos 90 em São Paulo e entrou em contato com o Forró freqüentando o Remelexo Club junto com seu grupo de Capoeira.
Depois de se mudar para Suíça em 1999, ele logo estabeleceu a sua reputação na cena musical latina como DJ Sampa. Estudando o Forró tradicional desde 2014, ele trabalha como produtor cultural e DJ em Zurique e vem construindo uma base firme de fãs entre os amantes do Forró Pé de Serra, tocando regularmente em eventos de todos os tamanhos na Europa e no Brasil.
minha maior paixão e incomodar os dançarinos. 😉

Verão


Verão se apaixonou pelo Forró aos dezessete anos de idade quando ela estava no Brasil. Ela ama o Forró porque o Forró abrange música local, união social, simplicidade e versatilidade dos passos de dança. Em 2013, de volta à Suíça, surpreendeu-se quando ouviu falar das aulas de Forró em Berna, sua cidade natal; começou a fazer aulas de Forró com Átila e tem sido organizando eventos e cursos de Forró em Berna sob o seu label "Forró Aare" desde então. Em 2017 se juntou a Rovena, Detetive e Sampa como membro oficial da equipe Forró Vem Vem Vem. Ela é responsável por questões financeiras e organizacionais, sempre buscando transmitir sua paixão e mostrar às pessoas a beleza do Forró.
Forró é que nem Verão, nunca acaba.

Átila


Na sua infância, Átila viajava regularmente para o nordeste de Minas Gerais e para o sul da Bahia para visitar sua família, onde entrou em contato com o Forró durante as Festas Juninas e conheceu os passos tradicionais da dança rural do Forró. Em 1999, foi para São Paulo para estudar Direito e descobriu sua paixão pelo Forró quando começou a aprender Forró Universitário com Buiu e Evandro Paz no Remelexo, o principal local do Forró em São Paulo.
De volta à sua cidade natal, Barueri (SP), ele foi o primeiro a organizar festas de Forró e começou a dar aulas básicas de Forró. Visitou os grandes eventos de Forró "FENFIT" em Itaúnas e "Rootstock" em São Paulo.
Em 2010, Átila se mudou para a Itália. Em Milão ele fundou o grupo "Forró Milano" e começou a ensinar Forró no IBRIT (Istituto Brasile Italia). Depois de se mudar para a Suíça em 2012, começou a ensinar Forró em Basileia, Berna e Zurique em 2013 e, juntamente com DJ Sampa, Rovena e Wesley Lima, iniciou o movimento Forró Vem Vem em 2015. Como colecionador de vinil apaixonado, ele também aparece como DJ em eventos de Forró na Suíça e nos arredores e atualmente dá aulas regulares de Forró em Basileia e Berna.
Forró não é trabalho. É vida.

Amaralina


Filha de nordestinos imigrantes, Amaralina sempre teve o Forró dentro de casa. Seu avô nasceu em Exu (terra natal de Luiz Gonzaga) e costumava cantar "Asa Branca" para seu pai dormir quando era pequeno, e esse então fez o mesmo com ela. Até que Amaralina tivesse cerca de dez anos, tinha noites de Forró Pé de Serra em sua casa às sextas-feiras - sua mãe não deixava a criançada ficar acordado, mas às vezes ela dava umas escapadas e dançava também. Chegand à adolescência, ela começou a curtir outros tipos de música e o Forró não ficava mais tão presente na sua vida, mas quando Falamansa trouxe o gênero de volta à mídia, ela se entregou de novo a ele. Depois ela foi morar em Londres, descobriu uns Forrós na cidade e ia dançar de vez em quando, até que, em 2016, voltou a se apaixonar por completo. Desde então, ela só corre atrás do Forró para socializar, voltou a se identificar com esse elemento cultural muito importante para a história do seu pai e de sua infância. Ela entrou em contato com Forró Vem Vem no Festival "Forró ao Pé da Serra" 2017 em Weggis e se juntou à equipe em 2018, gerenciando mídias sociais para festivais como "Forró ao Pé da Serra" e "Rootstock Europa".

Alaa


Buy now